Um mês para escrever um livro! – Semana #2

É um pouco desconcertante quando algumas pessoas me perguntam: “mas como você escreve tanto, tão rápido?” Ou então “você publicou dois livros esse ano, como consegue?” Inclusive já teve um que me deixou muito feliz “Karen Alvares é uma máquina!”.

Obrigada, gente, vocês são lindos, mas a verdade – como sempre – é bem menos glamourosa.

Quando eu proponho um desafio para mim mesma, como agora… Bem, eu dou com a cara na porta lindamente! E a primeira semana desse desafio com a Melissa de Sá ta aí pra revelar isso para o mundo! (Quer conferir as regras e como começou esse desafio? Clica aqui!)

Acho que a verdade é: tenho um ritmo muito insano e instável de escrita. Já teve semanas que não consegui fazer uma única palavra. E já teve dias que eu escrevi mais de 10.000 palavras. Como eu disse: insano.

Vamos ao que interessa. Como foi a primeira semana do desafio: a boa notícia é que o livro novo está tomando forma e a história está realmente me empolgando. Durante essa semana de escrita apareceram novos personagens, novos pontos de vista, novos ângulos tanto para o que já foi escrito como para o que ainda virá; descobri coisas novas sobre a protagonista, Ada, nem todas boas, o que de certa forma é bem legal. E é muito bom novamente escrever um livro adulto, depois de escrever dois young adults (Inverso Reverso) e um infanto-juvenil (Jornada para Far Lands). Gosto de escrever todo tipo de literatura, de me aventurar em muitos gêneros, de falar para várias idades; acho que sou uma escritora inquieta e nunca vou conseguir me assentar num único tipo de história. Se isso é bom ou não, são vocês, leitores, que vão me dizer.

A má notícia? Não consegui completar a meta semanal de 12.500 palavras. Passei vários dias sem escrever, e em outros escrevi bastante, mas não consegui recuperar o tempo perdido. Definitivamente não consigo escrever em finais de semana (nesse eu não escrevi e nem o post fiz, estou aqui, postando na segunda) e, nas terças e quintas, que são os dias que dou mais aulas, as coisas realmente se complicam e o dia fica pequeno para tudo que quero fazer. Segunda-feira é meu melhor dia: é quando eu só trabalho com a escrita e, mesmo que não fique o dia todo escrevendo, é quando eu consigo me dedicar mais.

Resumo da primeira semana:

#1 dia – nenhuma palavra
#2 dia – nenhuma palavra
#3 dia – 3652 palavras
#4 dia – nenhuma palavra
#5 dia – 1630 palavras
#6 dia – nenhuma palavra
#7 dia – 1540 palavras

Passei mais dias sem escrever do que escrevendo. O total da semana foi de 6822 palavras, pouco mais da metade da meta.

E como prometido… VAI TER PRENDA! E sabem o que a Melissa de Sá me mandou fazer? Bem, uma imagem vale mais que mil palavras, certo? Então… lá vai:

duckface

E aí, Mel? Fiz direitinho a duck face?

Ah, e eu também prometi outra coisa, né? O título do livro! Na verdade, ainda não escolhi o título definitivo, então fiquem com as minhas tentativas até o momento (e, claro, digam qual o melhor deles até agora nos comentários – porque sim, eu posso vir com mais sugestões).

Epifania

A Epifania do Abismo

A Epifania do Caos

Todo mundo tem um segredo

Baú de mentiras

Semana que vem acho que vou trazer para vocês um trechinho do livro, ok? E, espero, a meta cumprida (ou pelo menos, algo mais perto dela, isso também seria bom).

Acompanhem o desafio da Melissa de Sá (e não deixem de vê-la pagando prenda também!) no blog Mundo Mel.

E não se esqueçam do sorteio! Concorram a marcadores autografados por mim e pela Melissa de Sá! Para participar, basta clicar aqui.

Até semana que vem, galera!

desmond

Anúncios
Comments
2 Responses to “Um mês para escrever um livro! – Semana #2”
  1. tbrulinger disse:

    Super divertida! 🙂

    Estamos na mesma. a diferença é que eu já estou na semana 72 e ainda falta muito.
    Já estou seguindo o seu blog para mais dicas! 😉

    Thaís

    https://thaisbrulinger.com

    Curtir

Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] Assim como a Karen Alvares, meu problema é escrever nos fins de semana. São os dias em que coloco minha vida em dia em termos acadêmicos e sociais, além de, é claro, tentar descansar. A segunda-feira é impossível, isso já internalizei. Nesse dia tenho aula do doutorado a tarde toda além de alguns compromissos médicos pela manhã. Ainda viajo de volta pra cidade onde moro durante a semana e vou dormir mais de meia noite porque o ônibus chega tarde. Sem chance. Mas acho que se eu administrar melhos os finais de semana, posso conseguir bater a meta na próxima semana. Será? […]

    Curtir



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: