O que significa “ser mais feminina”?

Nesse Dia da Mulher, tenho uma pergunta a você aí do outro lado, mulher, garota ou menina. Você já ouviu a frase “você precisa ser mais feminina” ou “ela não é muito feminina“?

Não sei vocês, mas eu já. Falado para mim ou para outras pessoas.

Já ouvi que sou pouco feminina porque não uso saia e dificilmente uso vestido. Já ouvi que sou pouco feminina porque não gosto de maquiagem, porque detesto usar batom. Já ouvi que era pouco feminina porque gostava de jogar bola no colégio. Já ouvi que precisava ser mais feminina e gostar de “coisas de menina”. Já ouvi que sou pouco romântica e isso não é muito feminino. Já ouvi que eu não devia jogar muito bem Street Fighter, porque isso não é lá coisa muito feminina. Já ouvi que não conseguiria colocar um punhado de massa corrida numa parede porque isso não é nada feminino. Já ouvi que escrever e ler livros de terror não é algo muito feminino.

Já ouvi que aquela atriz/atleta/jornalista/empresária/política não é muito feminina, ela não se veste bem, não se cuida, é magra, é gorda, fala duro demais, fala mole demais etc. Já ouvi que aquela amiga não vai “arrumar namorado/casamento” porque não é feminina, que homem vai querer uma mulher que não se cuide? Já ouvi que aquela mulher não vai ser uma boa líder porque é fraca, e quando perguntei o que era esse “fraca”, disseram que ela era magra e desajeitada demais. Já vi amiga escritora ouvir que seu livro tinha personagens pouco femininas, que precisava de mais romance, que tinha mulheres demais na história fazendo coisas demais. E isso não é nada feminino, não é?

feminina2

O que faz de mulher “mais feminina”?

É o rosto com traços suaves? A maquiagem? O salto? A roupa?

A altura?

A voz suave ou infantil?

A atitude submissa?

Pintar as unhas ao invés de jogar videogame?

Preferir ter um bebê a viajar?

Ler livros de romances ao invés de obras de suspense?

Gostar de rosa e não de azul?

Preferir a Cinderela ao Batman?

Ter cabelo liso? Muito peito? Pouco peito? Barriga chapada? Muita bunda?

Ter uma vagina?

O que faz de uma mulher… mulher?

feminina3

A gente ainda precisa mesmo fazer essa pergunta? Quando você olha para uma menina, seja ela sua filha, sobrinha, aluna, prima, parente, vizinha, filha de uma amiga, o que você diz para ela? Que ela pode ser o que quiser ou que ela deve seguir um modelo padrão, como mais uma peça pré-moldada na esteira de uma fábrica? Se nós só queremos que nossas meninas sejam felizes, por que moldá-las a um formato que só agrada uma sociedade frouxa e permanentemente descontente? Por que moldar as mulheres em um formato que talvez não as façam felizes?

Por isso eu gosto do feminismo. Ele quer dizer liberdade, liberdade para as mulheres serem o que quiserem.

Pintar as unhas ou jogar videogame. Jogar videogame de unhas pintadas. Ou nada disso.

Viajarem e terem bebês. Ou não terem bebês. Ou não viajarem. Passear na esquina de casa com o cachorro. Adotar um bebê. Adotar um gato.

Usar rosa, azul, amarelo, verde, roxo, preto, branco, anil…

Serem princesas ou heroínas, ou heroínas princesas, com direito a Batman de tutu lilás.

Ler romances, suspenses, ficção científica, drama, distopias, eróticos, ficções científicas eróticas…

Nada disso me faz mais ou menos feminina. Só me faz mais ou menos feliz.

monica

Anúncios
Comments
One Response to “O que significa “ser mais feminina”?”
  1. Laís Helena disse:

    Lendo esse post percebi que tenho sorte, porque mesmo não fazendo muitas dessas coisas que a sociedade dita como “obrigatórias” para as mulheres, raramente ouço esse tipo de coisa. Na verdade, a única coisa com a qual implicam é a maquiagem (sempre que tem uma festa alguém me obriga) e um pouquinho com essa história de namoro (a pessoa me pergunta se já namorei, respondo que não e ela acha que estou mentindo, porque parece que para essas pessoas é impossível que alguém nunca tenha sentido atração por outra pessoa). Foi principalmente nessa fase em que as meninas de colégio querem se sentir adultas e ficam citando os meninos de quem gostam e quem não citar nenhum é “a esquisita” porque não gostar de namoro parece tornar você menos feminina (ou menos adulta, quem sabe).
    Mas, de resto, nunca implicaram. Cortei o cabelo bem curto e ninguém falou nada negativo, ninguém nunca reparou se minhas unhas estão pintadas ou não, ou reclamou da frequência com que uso vestidos, nem com o fato de eu preferir ficar no computador a ir a uma festa.
    Mas sei que sou uma exceção, por isso desejo muita força para vocês que têm que ouvir essas coisas, porque vocês devem precisar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: