Minhas Inspirações: John Boyne

Existem muitos autores que inspiram um escritor – afinal, quem não é o escritor senão um leitor que também escreve suas próprias histórias? ❤

O magnífico John Boyne é um dos autores que mais admiro e que mais me inspiram. Não há sequer um livro dele que eu não goste: todos são maravilhosos, e se tem algo que adoro em sua escrita é como ele consegue tocar e emocionar, sem ser piegas, e como pula facilmente de um gênero para outro, de uma faixa etária para outra – ora no Young Adult, ora em livros adultos – tudo isso sem perder a genialidade e a qualidade. Sou fã declarada desse autor.

O último livro que li dele – A Casa Assombrada (leia a resenha) – me impressionou bastante, aliás. Foi o primeiro livro de terror que li de John Boyne e, em certos aspectos, como a mistura do terror, sobrenatural, drama e espiritual, me lembrou do meu próprio livro, Alameda dos Pesadelos, o que muito me emocionou, porque me fez entender que estou no caminho certo, inspirando-me em autores exemplares.

Esse post foi originalmente publicado no blog Por Essas Páginas, na coluna Meu Autor de Cabeceira, onde também escrevo.

Sabe quando você lê um livro do autor e se apaixona perdidamente? Pois é, com John Boyne aconteceu desse jeito. Em abril de 2014 li meu primeiro livro dele e, coincidentemente, também o primeiro romance que ele escreveu: O Ladrão do Tempo. E só ali já percebi que havia encontrado um autor favorito. Mas, como sou teimosa (e como queria ler mais e mais dele) decidi ler outros títulos do autor antes de vir aqui declarar todo meu amor. Li outros dois romances em 2014, e mais dois agora em 2015 e, posso afirmar com toda certeza, John Boyne é um dos meus autores de cabeceira.

John+BoyneJohn Boyne, romancista irlandês, nasceu em Dublin em 30 de abril de 1971. Começou a escrever histórias aos 19 anos e teve o primeiro romance publicado dez anos depois. Trabalhou em uma livraria dos 25 aos 32 anos. Seu livro mais célebre, O menino do pijama listrado (2007) lhe rendeu dois Irish Book Awards, vendeu mais de 5 milhões de exemplares pelo mundo e foi adaptado para o cinema em 2008. Aqui no Brasil seus romances adultos são publicados pela Companhia das Letras, enquanto os infanto-juvenis saem pelo selo Seguinte.

Como o Por Essas Páginas é parceiro dessas editoras, isso quer dizer que toda vez que um livro do John Boyne é lançado por aqui nas terras brasucas, eu logo levanto a mão e digo pra equipe “ESSE É MEU E NINGUÉM TASCA!”.

Apesar de ser seu livro mais célebre, acreditem, demorei bastante para ler O menino do pijama listrado. Como já mencionei, comecei minha jornada pelo trabalho desse autor com O Ladrão do Tempo, seguido de TormentoFique onde está e então corra!. Esses dois últimos são infanto-juvenis e, apesar de ter apreciado muito a leitura de ambos, ainda gosto mais dos romances adultos do autor; a escrita dele em O Ladrão do Tempo é simplesmente inigualável, o que me faz ter muita vontade de ler outros títulos maduros de Boyne, como O garoto no convés O Pacifista.

“É um dos aspectos decepcionantes de ficar mais velho. Temos mais medo e, por isso, fazemos menos coisas.”, A Casa Assombrada

No entanto, algo que me deixa um pouco triste nas edições brasileiras dele é que elas não são muito caprichadas. A Companhia das Letras insiste em usar um padrão de capas como o de O menino do pijama listrado, como se isso fosse uma marca do autor, quando na verdade foi apenas uma ótima capa para indicar, adivinhem?, um pijama listrado. Nas edições de O Ladrão do Tempo Tormento é utilizado esse padrão quando não há nada nos livros que remotamente leve a esse tipo de capa. No caso de O garoto no convés a situação é ainda pior: a capa antiga também seguia o padrão de “pijama listrado”, mas então saiu uma nova edição que… ficou pior. Sério, essa edição, que ainda por cima tem cara de econômica, me dá vontade de adquirir o e-book mesmo, porque o que importa é o conteúdo, já que a apresentação… Felizmente, no caso de Fique onde está e então corra!, a editora resolveu utilizar a capa original e o resultado foi ótimo, incrível e sensacional, e a edição é maravilhosa. Por favor, continuem nesse ritmo.

Independente das capas e edições, o conteúdo dos livros de John Boyne é maravilhoso e imperdível para quem ama boa literatura. Ele constrói personagens complexos e intensos, cheios de vida, tão reais que você se pega desconfiando se eles não estariam por aí, quem sabe na próxima esquina. É daqueles escritores tão habilidosos que você lê e não sente as páginas passarem, mesmo que o livro seja longo, e quando se dá conta já terminou e você ainda quer mais. John Boyne nunca faz histórias muito enigmáticas ou complexas, a beleza de seus livros está mesmo na simplicidade; costuma narrar fatos corriqueiros da vida com uma beleza admirável e gosta especialmente de mexer com os sentimentos do leitor, narrando sobre a dor de maneira sensível e direta, às vezes inocente quando a obra é jovem, às vezes de maneira mais crua, nos romances adultos. Mas não importa qual seja o público, Boyne sempre consegue causar um impacto no leitor: emocionar.

“Pela melhor razão do mundo – ele explicou. – Por amor.”, Fique onde está e então corra!

Um dos seus temas preferidos são as guerras mundiais; o autor consegue tocar em um assunto tão delicado com uma sensibilidade surpreendente, jamais tornando-se cansativo, mesmo que o tema seja recorrente em vários dos seus títulos, sejam adultos ou juvenis. Recomendo e muito a leitura desse autor.

20140927_192923[1]

Anúncios
Comments
One Response to “Minhas Inspirações: John Boyne”
  1. Thamiris Alves disse:

    Nossa também sou apaixonada pelo Boyne, já li tudo ou quase. Definitivamente você tem que ler O pacifista, é de longe o meu favorito, é uma história mais pesada, impressiona a coragem do autor. E dos infantis A coia terrível que aconteceu com Barbaby Brocket, é uma lição de vida, é sublime e perfeito. Todos os livros dele são fantásticos. O Palácio de Inverno também adoro. Também ameis os que você leu, muito bom encontrar outra fã, se quiser conversar estamos aí.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: