Revista Trasgo: Edição #1 – Piloto

Depois de uma semana offline, de férias na praia…

Pois é, passei uma semana na bela Florianópolis, ausente de tudo, mas as coisas não deixaram de acontecer por causa disso! Durante essa semana houve várias novidades, que eu agora vou postando por aqui aos poucos pra vocês. A primeira delas: o lançamento da revista Trasgo!

Já falei um pouco da revista aqui para vocês, mas agora que ela foi lançada vocês podem conferir – e de graça! – essa edição piloto que está incrível, super caprichada e com um conteúdo fantástico – nos dois sentidos.

Abrindo a revista temos o editorial do Rodrigo van Kampen, idealizador do projeto. Nas palavras dele:

A Trasgo surge no mercado para preencher a lacuna deixada por uma série de revistas de contos que popularam o imaginário da ficção científica brasileira nas décadas de 70 e 80. Se hoje é possível criar uma revista sem os altos custos de impressão e logística, por outro lado é necessário um material de qualidade para se diferenciar no mar de sites e comunidades de contistas.

Esse é o objetivo desta revista. Em vez de concorrer com os fóruns, é um complemento, um espaço com curadoria forte para que os autores brasileiros e portugueses possam atingir um público além. E se a produção nacional de fantasia vem ganhando terreno nestes últimos anos, é hora de mostrar que também a ficção científica tem ótimos autores em língua portuguesa.

Nessa edição, temos cinco contos: Ventania, de Hális Alves, que acontece em um futuro destroçado, onde uma comunidade de personagens luta para sobreviver e defender seu último refúgio nesse mundo distópico; Náufrago, o ótimo e surpreendente conto de Marcelo Porto, com a bela Salvador como cenário, em um texto que mistura fantasia histórica, aventura e ficção científica; Gente é tão bom, de Claudia Dugim, um conto cheio de sarcasmo, crítica social em uma roupagem muito mau humorada que vai arrancar risadas e reflexões; e fechando temos o conto da incrível e talentosa Melissa de Sá: A Torre e o Dragão, uma fantasia maravilhosa e sensível, com uma escrita envolvente – característica da autora – e uma deliciosa quebra de clichês, com um final surpreendente.

Azul, conto de minha autoria, também está presente nessa edição. Vocês já o conhecem do projeto Um Ano de Medo e ele também está presente na antologia Horror em Gotas, à venda na Amazon. O conto é uma fantasia urbana, com toques de horror; aqui vocês jamais enxergarão a cor azul da mesma maneira…

concept-pagina-futura-2cor

Além dos contos, a revista também tem uma galeria incrível do Filipe Pagliuso, o excelente ilustrador da capa de Trasgo, bem como uma entrevista com ele. Também há entrevistas com todos os escritores que estiveram presentes nessa edição, incluindo uma entrevista com esta que vos fala!

Mais algum detalhe do conto Azul que você gostaria de destacar?

Com Azul tentei mostrar o conflito entre o desespero e a consciência. Até onde uma pessoa pode chegar quando está presa em uma situação apavorante?

Ah, autores e ilustradores que se interessarem também podem contribuir com a revista, enviando seu material. Todas as informações estão aqui.

Ou seja, pessoal, depois de tudo isso não tem como não ir correndo visitar a página da revista Trasgo e conferir tudo isso – de graça! O site está muito caprichado, bem como a revista, que pode ser lida online ou ainda baixada gratuitamente para seu dispositivo e-reader favorito.

Aproveitem também para curtir a página no Facebook e seguir a revista no Twitter. A Trasgo também já está no Skoob, adicionem, e boa leitura!

Anúncios
Comments
2 Responses to “Revista Trasgo: Edição #1 – Piloto”
  1. As ilustrações são maravilhosas! Só comentando…

    Mas enfim, eu fiquei muito feliz com esse convite. Inclusive obrigada a você por me recomendar. 🙂 É muito legal ver as nossas publicações juntas e felizes. Como eu te disse, reli “Azul”, porque adoro esse conto.

    A revista já está aqui no meu e-reder, esperando para ser lida.

    Curtir

    • Karen Alvares disse:

      As ilustrações são incríveis mesmo! Gostei demais delas!
      É claro que eu não poderia deixar de te recomendar, Mel. E o teu conto fechou super bem a revista! É muito bom ver nossos textos juntos.
      Leia, leia, a revista tá ótima!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: