Gatos, livros e literatura

Por Karen

Hoje vi dois posts muito bacanas no ótimo blog da Editora L&PM (aliás, estou com um livro deles aqui em processo de leitura, “A Volta do Parafuso”, de Henry James, terror clássico, já leram?). O que me chamou a atenção nos posts foi que se tratavam de gatos, sim, os nossos amigos felinos, que geralmente são fofinhos, folgados, acham que são os donos da casa, fazem o mapa do tesouro nos arranhando, mas mesmo assim os adoramos. E o quê eles têm em comum com livros e literatura?

Gatos adoram livros! Ou adoram se enfiar na gente quando estamos lendo, ou ficar sentados em cima do livro! E também sentar em cima do notebook, seja quando estamos trabalhando ou principalmente, escrevendo. Bem, na verdade, o porquê eles fazem isso não importa. Importa que eles acabam tendo uma grande relação com escritores. Quantos escritores vocês lembram que tinham gatos? Bem,  aqui vocês podem encontrar alguns exemplos.

Já algo muito interessante que eu li nesse post aqui foi esse trecho:

“Os gatos oferecem para o escritor algo que outros humanos não conseguem: companhia que não é exigente nem intrometida, que é tão tranquila e em contante transformação quanto um mar plácido que mal se move.

Patricia Highsmith

Bem, é claro que eu gosto de companhia humana, meu marido, família e amigos, mas realmente, os gatos não são exigentes (quer dizer, brinque com eles de vez em quando, né?), mas no momento por exemplo minha gatinha Ginny Weasley (como eu não daria o nome de uma personagem que eu adoro na série que eu mais amo, Harry Potter?) está aqui tirando uma bela soneca a tarde inteira enquanto eu trabalhava, posto no blog e agora escrevo. Bem, e é por isso que me apaixonei pelas matérias. Adotei uma linda gatinha e talvez um dia eu entre no hall dos escritores que tiveram gatos!

Ironicamente, em um dos livros que eu estou escrevendo, inclui uma personagem que é uma cachorra, e por enquanto o nome dela é Pituca. Mas tudo bem, os cães também são adoráveis…

…mas eu ainda prefiro os gatos!

Depois da gata e do livro, acho que só vai faltar ter um filho (um dia né, marido lindo?) e plantar uma árvore. Preciso procurar saber como se planta uma árvore por aí, é a única coisa que não sei fazer dos ítens acima…

E estou escrevendo. Originais e fanfics. No momento o Word está aberto com um conto que eu preciso arrumar/reescrever. Afinal, escrever é reescrever, e sabe que reescrever às vezes é até mais legal?

Ah, e uma foto da gatinha para finalizar o post. Até!

Ginny Weasley... you're so dreaming!

Anúncios
Comments
12 Responses to “Gatos, livros e literatura”
  1. Mi disse:

    A Ginny é uma lindinha!!!
    Gatinhos são a melhor companhia. Exceto qdo resolvem querer deitar no teu teclado qdo tu está escrevendo, ou dormir no livro que tu tá lendo.
    Já leu O gato por dentro, do William Burroughs? É da L&PM também. Baratinho. Vale a pena. 😉

    Curtir

    • Karen Alvares disse:

      Tenho que concordar que ela é mesmo, Mi! 😀 hahahahahaha (nem sou coruja né?!)
      Os gatinhos são mesmo uma ótima companhia. Não exigem muito, mas ainda assim te dão afeto, eu estou adorando ter uma gatinha!
      Ainda não li, não, vou procurar! Geralmente os livros da L&PM são baratinhos, o que é ótimo! Eu fiquei interessada por esses que o post recomendava!
      Enfim, mas tadinhos dos cachorros… eles também são legais, lendo mais nesse blog descobri que o Machadão tinha uma cachorrinha!

      Curtir

  2. Lucy disse:

    *____*
    Kakazinha, os gatos gostam dos notebooks pq são quentinhos!!! hahahah
    Mas eu acho q eles gostam de livros por causa do cheiro. rsrs O irmão do Sherlock vivia dormindo em cima dos meus mangás de Bleach! rsrs

    Sherlock também me fazia companhia, ele subia em cima da mesa do computador e tirava uma boa soneca… Às vezes ele queria pegar o mouse – ñ a seta da tela, mas o mouse mesmo o.o’ rsrs. Eu brigava com ele, mas achava graça, aí fica dificil hahahaha.

    E gatos costumam ser minha fonte de inspiração qdo penso em um conto mais infantil e até inocente. Hj mesmo pensei no Bichento implicando com outro gato, mas o Rony tinha um rato, então… u_u’ Mas enfim, era pano pra manga, viu. rsrs

    Adorei seu post e me empolgo qdo se trata de gatos. hahahaha Vou ler sobre os autores que tinham ou tem gatos também. hehehe
    bjos bjos!

    Curtir

    • Karen Alvares disse:

      Ah, então é isso! hahahaha…
      Hum, mas livros tem um cheiro bom até pros humanos! Eu adoro cheiro de livros! E de mangá, mangá cheira a livro velho por causa do papel! 😀
      Hahahaha eu sei como é… a Ginny também quer pegar o mouse, dá dó de brigar, porque é bonitinho, mas às vezes me atrapalha no trabalho.
      Ah, oras, por quê não fazer a fic do Bichento?! Ou então uma em que o Bichento conhece o Almofadinhas?! *viajando* hahahahaha
      Leia os links que eu coloquei, Lu! São muito legais!!! E tem também um que fala de cachorros, mas eu queria falar de gatos! 😉
      Beijos!

      Curtir

  3. Aym disse:

    que coisa mais fofa gentem. confesso q tinha medo de gatinhos… agora confesso que queria ter um também *_* coisa már linda.
    =x
    beijos
    boa semana.

    Curtir

    • Karen Alvares disse:

      Awnnn obrigada! Eu tinha um pouco de medo dos arranhões e que eles não fossem tão carinhosos (sempre dizem que cachorros são mais), mas estava completamente enganada! A minha gatinha dorme em cima de mim o dia todo se deixar, e ultimamente ela tem tido o costume de me pedir carinho me puxando com a patinha! Uma fofa.
      Obrigada pelo comentário!
      Beijos e boa semana pra você também!

      Curtir

  4. Melissa disse:

    Eu queria ter um gato, mas sou super alérgica. Eles são tão fofos.

    E usar gatos na literatura é tudo de bom. Pode ser desde um gato super fofo, até um gato trapalhão ou mesmo os gatos malvados do Edgar Allan Poe e do Stephen King. hahahaha

    Curtir

    • Karen Alvares disse:

      Awn, que pena que você é alérgica, Mel! Eles são muito fofos mesmo, estou apaixonada pela minha!
      Você lembrou bem… tem um monte de gatos tenebrosos na literatura, mas tem uns muito fofos ou atrapalhados. Tem um gato até em Apocalipse Z, no meio dos zumbis, aliás, eu quero muito ler esse livro! 🙂

      Curtir

  5. Nivia disse:

    A Ginny é muuuuito fofinha mesmo! Gatos gostam da gente de verdade, isso que sempre me encanta neles também.
    Floquinho persegue o cursor do mouse na tela. huahuahuahuahua E adora sentar em cima dos meus livros também. Ele já desistiu de morder meu caderno, é muita coisa pra ele. Tem dia que dorme em cima da mesa do pc, enquanto estou na internet. É fofo!
    Também estou começando a achar que eles gostam do cheiro dos livros… faria sentido.

    Bom, continue escrevendo sim, faz muito bem! Agora com uma inspiração a mais – uma gatinha!

    Curtir

    • Karen Alvares disse:

      A Ginny virou uma querida! Ela fica comigo o dia todo quando estou escrevendo, trabalhando, mexendo no pc… até quando estou jogando! E ela pegou a mania muito fofa de pedir carinho com a patinha!
      Os gatinhos realmente gostam de você de verdade. Eles não gostam de qualquer um! hahaha 🙂 E são uma companhia ótima para escritores! *.*

      Curtir

  6. Oi, Karen! Amo gatos e acho incrível a contribuição deles para a Literatura. Hoje em dia estou sem gatinho em casa porque o meu foi pro céu, mas no futuro quero adotar um. Beijos!

    Curtir

    • Karen Alvares disse:

      Oi Luciana! Nossa, eu adoro seu blog, fiquei feliz que visitou o meu! Obrigada!
      Que pena que seu gatinho foi pro céu, mas adote outro sim, sempre é bom dar mais carinho para outro gatinho querido… Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: